segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Não é Tao Complicado Assim




Não entendo você
Não da pra saber o que quer de mim
Qual o motivo e razão pra você gostar tanto de mim?
O que eu fiz?
Que relação estranha
Da qual você me deseja de longe
Eu te desejo também de longe

Você não me liga
Não precisa ouvir minha voz
Mas adora estar comigo
Faz tudo pra estar comigo
Você tem tudo aquilo que preciso
Mas não me diz o que é preciso

Eu falo pouco
Me expresso menos ainda
Mas parece que é pra me provocar
Que você age como um espelho
Desafiando toda a minha quietude
Desafiando o meu desejo de te contar
Que meus dias com você
Não satisfazem os dias que passo sem você
E que ter você por perto é cada vez mais necessário

Apenas saiba
Que você não é nada simples pra mim
Que eu não sou tao maluco quanto aparento 
Que o que sinto por você é de verdade
Eu quero que continue
Adoro toda essa loucura que temos
Vamos juntos fazer durar
Eu só preciso ouvir
Você vai me dizer?



Nathan de Souza Pontual

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Uma Historia Pra Contar




Estou escrevendo uma historia

Uma que tente contar todos os detalhes
Me vi cheio de dificuldades
O dicionario me parece incompleto
Certos momentos a escrita parece fraca.
Como fazer isso?
Os sentimentos não parecem ser desse mundo
Nunca os vi em nenhum outro lugar.

Quero contar uma historia
Mas não sei por onde começar
Pois o inicio eu não encontro
Parece algo antes de eu nascer
Então por onde começar?

Vou lhe contar então
Não critique a irrealidade da narrativa
Pois tem toda a cara de mentira

Imagina eu me apaixonar, com um único olhar
Da pra acreditar, eu querer te namorar no primeiro beijo?
Não conseguia perceber o motivo de me apaixonar
Eu te via como você é
Chata, critica, quieta e sem muitos sorrisos
Levei um tempo gigante pra notar
Que era exatamente isso que te fazia perfeita
O que eu queria mais?

Escrever uma historia com você foi a coisa mais difícil e fácil da minha vida
Citei acima o que seria apenas o meio da historia
Pois algo mais nos unia
Difícil acreditar em destino? Não sei
Mas me parece que fui guiado até você
Hoje já não me vejo seguindo sem esse seu mal-humor

O amor da minha vida já estava comigo antes de te conhecer
Pois é, esse grande amor me apresentou você um tempo depois
Parece bem estranho falando assim
Mas não faz mal incluir minha irmã nisso
Ela foi o anjo que nos uniu
E você é agora a responsável por cada um dos meus sorrisos

Conhecer você fez com que um novo mundo se expandisse
Eu vi novos caminhos
Conheci novos amigos
Vivi novas experiencias
Tudo é bem irreal

Continuo me surpreendendo
Você faz tudo parecer inédito pra mim
Não estou aqui pra falar só de amor
Estou contando como você transforma minha vida todos os dias
E já faz bastante tempo que você faz isso
Eu amo essa vida
Eu amo demais você
E vou viver cada um desses momentos
Isso não é um poema, embora escrito como um
É uma historia
Que não está nem perto de terminar.



Nathan de Souza Pontual

(Ana, TE AMO GOSTOSA!!)

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Até Que Tudo Acabe...




Não vou contar tristezas
Não existe necessidade disso
Pois o que dói no coração agora não é só saudade
Queima na alma a raiva
Raiva por tentar fazer dar certo
Lutado tanto e agora penso se
Deveria ter ter deixado acabar na minha primeira duvida.

O amor duradouro
É sempre aquele ao qual ficamos vulneráveis
Mas de cedo eu aprendo com a dor
É facil controlar, do jeito certo, fica facil esquecer
Comigo a dor está sempre presente
Mas o sol sempre nasce
Tem sempre um motivo pra sorrir...

Não escrevo pra me expressar
Escrevo para garantir que me conheçam
Em cada palavra tem algo de mim
Estou sempre aberto para ser magoado
Mas estou sempre tomando cuidado em não magoar

Minhas feridas não curam
Elas gangrenam e infeccionam
Envenenando as boas coisas em mim
Mudando sempre
Até que não seja mais quem sou
Até que tudo acabe...

Aqui estou eu,
Pronto pra uma nova magoa...
E, indiretamente, magoando...
As pessoas não ligam,
Elas nem se importam
Ninguém pensa nessa dor
Elas simplesmente magoam
E tudo que de inicio construímos
Todo o amor que se dedica
Some na nevoa de uma magoa
Que nos muda pra sempre.

Nathan de Souza Pontual


segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Uma Descrição






Estive pensando,
E como penso demais,
Passei tempos e tempos pensando,
E foi mais dificil do que se pensa
Dizer o significado que tem você na minha vida,
Então estou aqui pra te dizer
Que não encontrei uma descrição pra isso...
Uma só não.

Por que você poderia ser uma raiz
E eu como arvore não viveria sem...
E se eu escolhesse voar,
Você seria minhas asas,
E só assim eu iria tão alto...
E já que estive no chão e nos céus
Tente no mar...
Que significado teria eu como mar,
Se não o de refletir o teu brilho como lua?
(Sem você eu secaria...)

É... Você importa tanto assim!
Você acelera meu coração
Não tem o que o pare,
E não existe calma
Quando minha vontade é te abraçar,
Nada é igual ao sabor
De quando te beijo.

Mas eu penso demais,
E não parei em tão poucos pensamentos.
Não pude deixar de notar
Que a vida não existe sem você,
E se eu escolhesse ser qualquer coisa no mundo
Ou dos mundos...
Você teria de ser a parte importante e vital...

Mas se você ainda tem duvidas
Se o que aqui escrevi
Parecem apenas palavras.
Então tente ver tudo isso me olhando
E quando ver os meus olhos brilharem
Saiba que esse brilho é você.



Nathan de Souza Pontual

Escondido na Raiva






Você é tudo aquilo que me irrita
Me chateia e enlouquece
Suas ações são confusas
Mas ta dificil ignorar
Todas as vezes que me provoca
Todas as vezes que me desconcerta

É complicado tentar gostar de você
Quando tudo que você faz
Faz pra me chatear

Você não perde a chance
De tentar me fazer enlouquecer
Com todos que te desejam
Quando eu sei bem
Que de todos que te desejam
Você deseja a mim

Não posso perder meu tempo
Enlouquecendo com você
Então eu te abraço
Pra você enlouquecer comigo

Pois a unica raiva que sinto
É que sei que você quer
Mas que você não diz
E nem me deixa dizer...
Que o que a gente sente
É amor.




Nathan de Souza Pontual

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Love The Sea




Faz tanto tempo que me prometi
Faz tanto tempo que sou assim
Ser diferentes para ser o melhor
Mas parece que ser o melhor é um erro
E errar é a ultima coisa que quero

É como tentar entrar no mar bravo
E velejar pra longe
Você tenta ir em frente
Mas as ondas sempre te joga pra fora
Até que os braços cansam
E você deixa o mar te derrubar

Mas eu sempre admirei o mar
Ele me deixa numa gravidade mais leve
Me deixa mais vivo
Mas talvez seja melhor
Eu parar de tentar velejar em frente
E apenas observar



Nathan de Souza Pontual

sábado, 16 de março de 2013

Aos Meus Olhos




Involuntariamente,
Do ventre
Aos braços,
Quando os olhos se encontram,
O amor eterno,
O primeiro,
O mais puro,
Que vive na alma
E jamais acaba,
Olhando e sorrindo,
Se vendo um no outro

Mãe minha,
Guia da vida,
Tão difícil pode ser,
Tão poucos podem nos entender.
Quando parti dos seus braços,
Tanto tempo longe,
Mas tão perto nos sonhos,
Até que voltei.

Pois do ventre aos teus braços eu fui
E é dos teus braços que vou crescer,
Posso até ser considerado um homem,
Mas serei sempre seu menino.

Com brincadeiras evito te dizer,
E se torna tão frequente que já não lembro
Quando te olhei nos olhos
E te contei do meu eterno amor,
Aquele que senti
Quando meus olhos viram os seus
Pela primeira vez.

Obviamente eu te amo
E você jamais vai precisar duvidar,
Você é uma mãe espetacular
E se pessoas tentam me afastar de você,
Se me falam de erros que você possa ou não ter cometido,
Eu me afasto dessas pessoas,
Por que o meu Deus
Mora em você,
Aos meus olhos
Você é a mais bela e mais perfeita,
A mais divertida,
A mais companheira,
A melhor mãe.

Somos tão iguais,
Não existe desentendimento
Quando os dois se entendem,
Aprendemos a ser melhores
Um com o outro
E tudo pode sempre melhorar.

Mas se chegar o dia
Em que eu tiver de ir embora
E até que eu esteja longe,
Você não precisa chorar
Por que eu vou sempre voltar.
Afinal, mãe é mãe.






Nathan de Souza Pontual